Arquivo da tag: Fortaleza

Renda do fortalezense está menos comprometida

O comprometimento de renda do fortalezense com pagamento de dívidas caiu 5,4 pontos percentuais (p.p)e fechou abril em 31,9%. Essa melhora, diante da proximidade do mês de maio e o Dia das Mães, é bem recebida pelo comércio, por ser um indicativo de que há recursos para compras. Os dados são do Perfil do Endividamento do Consumidor em Fortaleza, realizada e divulgada ontem pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC). Continuar lendo Renda do fortalezense está menos comprometida

Anúncios

Cartas Urbanas – websérie documental sobre o direito à cidade

Produzido pelo LEHAB/UFC e a produtora Nigéria. O projeto foi gravado em diferentes territórios da capital cearense e parte de cartas de moradores de comunidades como Trilhos, Grande Bom Jardim e Serviluz para propor uma análise crítica sobre as disparidades sociais e a luta pelo direito à cidade. A Rede Observatório das Metrópoles divulga os três primeiros episódios da série: 1) Comunidade em ruínas; 2) Fronteira esquecida; e 3) Paraíso segregado. Continuar lendo Cartas Urbanas – websérie documental sobre o direito à cidade

Seminário Fortaleza 290 Anos discutirá a cidade pelo viés sociológico

ft_160411_fortaleza_gr

O Laboratório de Estudos em Política, Educação e Cultura (Lepec), ligado ao Departamento de Ciências Sociais da UFC, realiza, nos dias 12 e 13 de abril, o Seminário Fortaleza 290 Anos: Estudos e Perspectivas. Trazendo palestras e mesas-redondas com diversos temas relacionados à cidade, o evento ocorrerá no Auditório Luiz de Gonzaga (área 3 do Centro de Humanidades, Campus do Benfica).

O seminário visa aproveitar a data para pensar Fortaleza sociologicamente, ponderando sobre seus aspectos urbano, político, social, cultural, arquitetônico, infraestrutural, educacional, turístico, entre outros. Para isso, o evento traz professores e pesquisadores-bolsistas, que apresentarão seus trabalhos e a maneira como estes dialogam com o tema da cidade, além de outros convidados especiais.

VEJA TAMBÉM:

SEMINÁRIO: FORTALEZA E CRESCIMENTO URBANO – O PAPEL DA GESTÃO PÚBLICA, realizado no dia 23 de junho de 2015 pelo Observatório de Políticas Públicas – UFC, como parte do Ciclo de Debates sobre Fortaleza.

O evento se inicia às 9h do dia 12 com uma mesa de abertura contando com a presença de representantes da Diretoria do Centro de Humanidades, do Departamento de Ciências Sociais, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e do Lepec. Prossegue com palestra sobre os desafios atuais de Fortaleza, ministrada pelo Prof. José Borzacchiello da Silva, do Departamento de Geografia.

O seminário segue com mesas-redondas que trazem como tema: “Usos da cidade”, “Expansão da cidade: dinâmica urbana, infraestrutura e mobilidade”, “Novas dinâmicas da educação na cidade”, “Turismo e nativo: sociabilidades conflitivas” e “Remoção e luta política”.

Fonte: Laboratório de Estudos em Política, Educação e Cultura da UFC – fone: 85 3366 7427

Postado por: Brenno Soares

Terminal da Parangaba recebe 50 bicicletas compartilhadas em maio

Usuário terá direito a usar a bicicleta por até 14 horas.
Utilização será gratuita por meio do Bilhete Único.

Em Fortaleza, a primeira etapa do novo sistema de bicicletas integradas ao transporte público, chamado Bicicleta Integrada, terá início pelo Terminal da Parangaba. Com previsão de implantação em maio, o terminal vai receber uma estação de bicicletas compartilhadas, em caráter experimental, com 50 bicicletas no total, além de 15 paraciclos, que correspondem a 30 vagas para bicicletas. O anúncio foi feito pela Prefeitura de Fortaleza na manhã desta quinta-feira (24).

A empresa Serttel venceu a chamada pública para implantar, operar e dar manutenção ao sistema, enquanto o Grupo Marquise vai patrocinar a primeira etapa. A administração municipal ressalta que, da mesma forma como ocorre com o Bicicletar, a prefeitura não terá ônus financeiro com o projeto.

Utilização
O usuário deve realizar o cadastro de adesão do Bilhete Único Fortaleza para que a utilização das bicicletas compartilhadas seja gratuita. Não haverá taxa de adesão para a utilização do sistema.

Primeira etapa do Bicicleta Integrada está prevista para iniciar em maio (Foto: Reprodução/Prefeitura de Fortaleza)Primeira etapa do Bicicleta Integrada está prevista para iniciar em maio (Foto: Reprodução/Prefeitura de Fortaleza)

O uso desse benefício pode ser aproveitado de forma ilimitada, desde que respeitado um intervalo mínimo, a ser determinado, entre cada uso.

O tempo de posse que o usuário terá direito à bicicleta será de 14 horas, possibilitando o pernoite com a bicicleta do sistema ou permanência com o equipamento no local de trabalho e devolução após o expediente.

O novo sistema funcionará todos os dias da semana, de 5h a 0h para retirada das bicicletas, e 24 horas (tempo integral) para devolução das bicicletas. As bicicletas retiradas a partir das 17h das sextas-feiras poderão ser devolvidas até às 9h da segunda-feira subsequente, sem que haja penalidade para o usuário. A mesma regra vale para feriados.

Expansão
O terminal da Parangaba é o terceiro dos sete terminais da cidade com maior fluxo de passageiros, por onde passam mais de 188 mil pessoas, por dia, em cerca de 369 ônibus distribuídos em 57 linhas.

Após esta fase inicial, a prefeitura diz que a expansão do novo sistema deverá considerar áreas que potencializem a integração com o sistema de transporte público, com foco nos pontos de paradas de ônibus com maiores demandas e por onde haja grande fluxo de pessoas, além da proximidade com infraestruturas cicloviárias, como ciclovias.

A localização das estações será orientada pelo estudo de planejamento realizado pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), que, dimensionou mais oito alternativas de pontos a receberem as próximas estações: os terminais do Papicu, Antônio Bezerra, Siqueira, Messejana, Conjunto Ceará e Lagoa, além dos terminais abertos da Praça Coração de Jesus e da Praça da Estação, ambos localizados no Centro.

Prefeitura de Fortaleza dimensionou mais oito alternativas de pontos a receberem as próximas estações (Foto: Reprodução/Prefeitura de Fortaleza)
Fonte: G1 Ceará.

Plano amplia os limites do Centro de Fortaleza

Uma das propostas do Plano Fortaleza 2040 é a ampliação dos limites do Centro Histórico de Fortaleza, visando tornar a cidade mais justa, sustentável, bem cuidada, acolhedora e com mais oportunidades para todos. Segundo consta no plano, os limites territoriais passariam a abranger a Avenida Domingos Olímpio, Rua João Cordeiro, a orla (incluindo Praia de Iracema), e no lado Oeste, parte da Av. José Bastos/Carapinima (colhendo parte do Benfica), seguindo pela Av. José Jatahy, indo até o Moura Brasil. A sugestão foi apresentada nos fóruns temáticos que acontecem até a próxima sexta-feita, no auditório da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL), de 8h às 17h30.

Segundo o coordenador do projeto, o arquiteto Fausto Nilo, a expansão da área central criará mais oportunidades e apoiará o que de melhor o bairro oferece em termos de comércio, patrimônio, habitação, emprego e renda. “O lado Oeste do Centro sempre foi com um quintal, como o cemitério, estação de tratamento, o Instituto Médico Legal – IML, estaleiro, quase sem movimento ou atrativos. A ideia é exatamente modificar essa realidade atual”, defende.

Mais informações: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/cidade/plano-amplia-os-limites-do-centro-de-fortaleza-1.1414819

A um ano das eleições municipais de 2016 e a intenção de voto dos eleitores de Fortaleza ainda é indefinida

Cenário ainda está bastante indefinido neste momento

O IBOPE Inteligência foi a campo no início de setembro para questionar os eleitores de Fortaleza sobre sua intenção de voto para a prefeitura da cidade nas eleições de 2016. Foram testados 13 diferentes cenários, sendo que em 11 deles são simulados confrontos diretos entre dois possíveis candidatos.

Na simulação com o maior número de candidatos testados a situação é bastante indefinida, com pelo menos três candidatos empatados em primeiro lugar. São os deputados Heitor Férrer (PDT), que tem 18% das intenções de voto neste momento, Capitão Wagner (PR) com 15% e Vitor Valim (PMDB), também com 15%. Moroni Torgan (DEM) aparece com 12%, seguido do atual prefeito, Roberto Cláudio (PSB), que tem 9%, e de Luizianne Lins (PT), com 8%.

Se a eleição para prefeito de Fortaleza fosse hoje e os candidatos fossem estes, em quem o senhor votaria? (%)

150921_fortaleza01.png

Num segundo cenário, com menos candidatos, a liderança é dividida entre Capitão Wagner (21%), Vitor Valim (20%), Heitor Ferrer (18%) e Moroni Torgan (14%). Em seguida estão Roberto Cláudio (8%) e Renato Roseno (6%).

150921_fortaleza02.png

Os demais cenários testados, que simulam confronto direto entre dois candidatos, estão disponíveis no relatório da pesquisa, aqui.

Rejeição

Os moradores de Fortaleza também indicam os candidatos nos quais não votariam. O atual prefeito tem o maior índice de rejeição nesta medição, com 47% das menções, seguido pela ex-prefeita Luizianne Lins, com 44%.

E agora, dentre estes possíveis candidatos a prefeito de Fortaleza, em qual o(a) senhor(a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?

150921_fortaleza03.png

Avaliação das atuais administrações
A administração do prefeito Roberto Cláudio é considerada ótima ou boa por 17% dos entrevistados, regular por 43% e ruim ou péssima por 39%. A forma como o prefeito administra a cidade é desaprovada por 64% dos moradores de Fortaleza, contra 28% que a aprovam. Os três principais problemas da cidade na opinião dos entrevistados são saúde (70%), segurança pública (59%) e educação (38%).
Em relação ao governo do Estado, a administração do governador Camilo Santana (PT) é considerada ótima ou boa por 21%, regular por 50% e ruim ou péssima por 20%. A forma como o governador administra o Estado é aprovada por 45% e desaprovada por 38%.
Já a administração da presidente Dilma Rousseff (PT) é considerada ruim ou péssima por 70% dos entrevistados em Fortaleza, regular por 20% e ótima ou boa por 9%.
Sobre a pesquisa
Período: A pesquisa foi realizada entre 7 e 10 de setembro de 2015.
Amostra: Foram entrevistados 504 eleitores de 16 anos ou mais no município de Fortaleza.
Margem de erro: É de 4 pontos percentuais, considerando um intervalo de confiança de 95%.
Fonte: IBOPE Inteligência

Download do relatório

Projeto de revitalização do Centro histórico de Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza planeja, ainda no primeiro semestre de 2016, por em prática o projeto de Desenvolvimento Urbano do Centro da Cidade. O projeto tem por objetivo a revitalização da região e a recuperação dos espaços de convivência comunitários.

“Vamos estimular um novo tipo de ocupação para o Centro que envolve educação e visão econômica mais planejada. Quanto mais conciliar atividades cotidianas com o comércio, geramos mais adensamento. E isso se consegue com um misto de atividades como habitação, que gera ocupação, vida fora do horário expediente”, explica o prefeito Roberto Cláudio em entrevista ao Jornal O POVO.

Um dos pontos chave do projeto é fazer com que o Centro volte a ser um local de moradia, estreitando assim as relações , através de ações urbanísticas, sociais e ambientais em locais estratégicos.

O fato de o Centro ter se tornado área quase exclusivamente comercial gerou a fuga de âncoras econômicas, declínio populacional de uso de suas infraestruturas e espaços públicos, com vitalidade diurna e dessertificação noturna.

Fonte: O Centro em Redesenho. Artigo do Jornal OPovo. Disponível em: http://www.opovo.com.br/app/opovo/imoveis/2015/08/12/notimoveis,3484756/o-centro-em-redesenho.shtml