Chefe da CGU no Ceará entrega cargo: “Ministro está inviável”

A saída segue ação de entrega em massa de cargos feita na CGU em todo o País. Neste domingo, o ministro Fabiano Silveira apareceu em gravação da Lava Jato.

O chefe da Controladoria Regional da União no Ceará, Roberto Vieira, entregou o cargo nesta segunda-feira, 30. A saída segue ação de entrega em massa de cargos feita por diretores da CGU em todo o País, em protesto contra mudanças no órgão e a permanência de Fabiano Silveira como ministro da Transparência, Fiscalização e Controle.

Neste domingo, 29, foi divulgada gravação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, em que Fabiano aparece criticando a Lava Jato e aconselhando investigados no caso. A fala ocorreu em reunião em fevereiro entre Fabiano, Machado e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), quando o ministro era membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Isso é inaceitável. Pela primeira vez na sua história, a CGU tem um titular que não corresponde aos requisitos mínimos de moralidade que se exige de um ministro do tipo (…) Um órgão que já teve ministros de altíssimo porte, ter agora um ministro que quer tumultuar investigações. Isso é incompatível com o cargo”, diz Roberto Vieira.

Ele destaca que atitudes semelhantes estão ocorrendo em 25 regionais de todo o País, com mais de 200 cargos de direção ou supervisão tendo sido entregues. “Nós já não havíamos assimilado a extinção da CGU. Aí se esperava que, pelo menos, houvesse um reforço à estrutura do combate à corrupção, um empoderamento, com melhores condições”, diz.

“O que veio não foi isso. Mostrou é que a CGU está loteada dentro de um fisiologismo que vergonhosamente existe no País”, diz. Vieira destaca ainda que servidores seguirão com mobilizações pelo fortalecimento da CGU, como envio de membros da categoria a Brasília, para fortalecer movimentações.

Protesto

Na manhã desta segunda, servidores da CGU fizeram protestos na sede do órgão em Brasília. Eles impediram a entrada do ministro no prédio e, com vassouras e esfregões, fizeram uma “faxina” na fachada do prédio. Em nota, sindicato das categorias do órgão cobram saída imediata de Fabiano Silveira do cargo.

Confira vídeo de protesto de servidores da CGU:

Apesar disso, o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), disse nesta segunda que, ao menos “por enquanto”, Fabiano Silveira permanecerá no cargo. Ação foi confirmada por assessores da Presidência após reunião entre Temer e o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil).

Por meio de nota, Silveira negou que tenha feito qualquer intervenção a favor de terceiros. Ele confirmou ter comparecido “de passagem” à residência do presidente do Senado, sem saber da presença de Sérgio Machado, com quem não tem nenhuma relação pessoal ou profissional.

No Ceará

Ex-membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Fabiano Silveira determinou, em dezembro de 2015, o retorno ao Judiciário do Ceará do juiz Francisco das Chagas Barreto. Acusado de conceder liminares irregulares para candidatos de concursos públicos da PM do Ceará e para instalação de postos de combustível, ele havia sido aposentado pelo TJ meses antes.

Fonte: O Povo

Postado por: Brenno Soares

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s